08/07/2016 — Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Elson Yabiku

Neste projeto de reforma, elaborado pelo escritório Andréa Carvalho e Arquitetos Associados, o principal objetivo era promover uma repaginação e ampliação completa das áreas de convivência com a substituição de mobiliários e acabamentos.

A integração dos ambientes foi obtida com a instalação de um home theater com a tela posicionada na intersecção das duas salas. Por meio de uma tecnologia chamada dual screen, o vidro recebe uma película que permite a projeção da mesma imagem nos dois lados da tela.

“Onde era uma varanda gourmet aberta resolvemos fechar com esquadrias e transformá-la em sala de jantar. Propusemos um home integrado ao living e um hall de entrada com adega”, comentou Andréa sobre as principais mudanças. “Anteriormente, existia uma coluna estrutural nesse hall e a adega ficava abaixo da escada. Nossa proposta foi enclausurar a escada e, no vão que existia abaixo, criamos um espaço que ficou semelhante a uma galeria de arte”.

Grandes apreciadores de arte, os moradores costumam colecionar fotografias, ilustrações, telas e objetos de design, mas que geralmente ficavam espalhados pela casa. “Achamos uma boa solução organizar tudo em um só local, dando destaque a algumas peças, escolhidas em conjunto com a arquiteta”. A pedido do cliente, este espaço de arte culmina com uma adega, que também serve de apoio ao home.

Na escolha do mobiliário, a composição feita entre os elementos de decoração mescla itens clássicos e rústicos, mas predomina o estilo contemporâneo, que tem como princípio ambientes acolhedores e atemporais, sem excessos.

As linhas retas convivem com curvas e elementos fluídos. “A base da decoração foi feita com cores neutras, como off-whites, beges, cinzas e preto. As cores foram bem-vindas em acessórios, quadros, flores e até em móveis, como nas poltronas. Texturas diferentes e tecidos aconchegantes, com toque natural, como algodão, couro e seda, são convidativos, assim como os papéis de parede. A mistura de elementos rústicos, como madeiras e galhos secos, e clássicos, como as cortinas esvoaçantes, taças, cristais, telas, espelhos e flores, tiveram espaço especial na decoração, marcando a atemporalidade”.

Anteriormente à reforma, o gourmet era um espaço exterior da casa, com área de churrasqueira, piscina, uma cobertura com telhas aparentes, móveis planejados antigos e revestimento de pastilhas.

“Com a nossa intervenção, o espaço passou a ser parte integrante da casa. Removemos a porta de correr, que existia entre o living e o gourmet, e fechamos somente na fronteira com o quintal, onde a piscina deu lugar a um ambiente lounge. Deste modo, houve uma integração total desde a entrada da casa até o gourmet”.

Com relação aos acabamentos, um único pavimento foi utilizado, em busca de reforçar a ideia de uniformidade e versatilidade proposta. “Os revestimentos foram pensados de forma intencional para conduzir os olhos do observador. No home, a parede se destaca pelo modelo em alto-relevo, que cria dinamismo por a sua forma e jogos de luz e sombra. A parede oposta recebeu três espelhos, que dão sensação de amplitude e trazem mais conforto ao living. No gourmet, as pastilhas da bancada foram substituídas por um vidro preto, transformando o ambiente em algo mais sóbrio e contemporâneo”.

A iluminação foi planejada com o intuito de criar conforto e cenografia em cada ambiente. No corredor de entrada, a luz direcionada aos objetos expostos reforça o tratamento cênico dado a uma galeria de arte. No home, conforto e bem-estar são transmitidos por spots que iluminam a parede de alto-relevo e as cortinas. No living, o plafond central cria um ambiente acolhedor, propício para o convívio e para a leitura, terminando a cena com o gourmet, onde a escolha da iluminação foi essencial para criar um ambiente de luz e sombra. “Também destacamos a utilização da automação para as criações cênicas existentes dos ambientes, proporcionando também grande eficiência energética”.