11/09/2017 — Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Erdőháti Áron

Após uma renovação completa, edifício foi transformado em um lugar único, com decoração, mobiliários e tapetes projetados com exclusividade.

No centro histórico de Budapeste, próximo ao Castelo de Buda, fica o edifício construído em 1928 para uma família. Mais tarde, o local foi dividido em 4 apartamentos. Depois de uma reforma no sótão, outros dois foram criados. Um pequeno jardim completa o edifício.

“Como todos os nossos apartamentos, nós o compramos e o redesenhamos por nós mesmos. Nosso objetivo era recriar os espaços para serem mais habitáveis e construir uma casa em que teríamos prazer de viver”, contou o casal de arquitetos húngaros Margit e Geza, do Margeza Design Studio, escritório de arquitetura baseado na fronteira entre Bélgica e Luxemburgo.

A visão mais bonita da cidade está aqui e foi uma prioridade colocar isso em evidência. O Parlamento, um dos edifícios emblemáticos de Budapeste, e o rio que separa a cidade estão em plena visão e o plano era enfatizar isso.

“Encontramos o nosso próprio estilo. Muitas pessoas dizem que podem reconhecer nossos apartamentos, pois eles diferem tanto dos estilos minimalista e quanto do colorido ‘boêmio’. Nós gostamos do design minimalista, mas preferimos versão mais suave: curvas suaves criam um equilíbrio entre os elementos coloridos e brancos do apartamento. Nosso espírito se reflete em nossos apartamentos. Não temos que confirmar nenhuma regra”.

Um exemplo está nos móveis e paredes curvos, animá-los com cores vivas, espaços com formas irregulares… diversão. “Nosso otimismo e amor pela vida moldam nosso design. O fundo branco nos permite usar cores fortes e vivas. Isso significa que os acessórios definem o humor e podem ser facilmente alterados para refletir um novo cliente”.

A dupla não deixa nada como estava no apartamento. “Devido a divisões ruins, derrubamos e reconstruimos as paredes ao nosso gosto. Aqui foi uma renovação completa. Nós estabelecemos o círculo como motivo principal. Ele aparece nas portas, lâmpadas, até mesmo nas poltronas. Muitas peças de mobiliário foram desenhadas por nós e feitas à mão por uma equipe de carpinteiros”.

Dois itens definem a sala de estar: a parede verde, alimentada por um sistema de irrigação automático, traz a natureza para o apartamento, e a parede de vidro, mostra a cidade. Todas as paredes do apartamento são brancas, há muita luz. Pequenos pontos com cores tornam a área energéticas, vivas. A janela é feita com vidro triplo de segurança. Em frente, o banco flutua em pernas de vidro. As duas poltronas amarelas (Girotonda) são designs italianos dos anos 80.

O tapete de lã branca decora a sala de estar. Um item único projetado pela esposa especialmente para o apartamento, que mostra um mapa de Budapeste, com os diferentes distritos renderizados em relevo. No meio, atravessando a cidade, o Rio Danúbio está em azul. Um pequeno ponto vermelho marca a localização do apartamento.

A cozinha envolve a chaminé como uma península. Os armários sob as escadas armazenam os utensílios de cozinha e eletrodomésticos (lava-louças, adega e microondas). O balcão da cozinha e as escadas são feitos de Corian. A sala de jantar abriga uma mesa Leolux, cercada por cadeiras Kartell, como as pétalas de uma flor.

A cama ‘flutuante’ e o armário curvo no quarto do piso inferior também foram elaborados pela dupla. O radiador vermelho traz dinamismo e energia para o banheiro anexo. O espelho gigante amplia o espaço.

O quarto do andar superior é o local de relaxamento e recarga na casa. “No banheiro desse quarto, colocamos banheira e chuveiro, bem como um vaso sanitário”.

Existem muitos espaços de armazenamento escondidos atrás das portas de correr, bem como no guarda-roupa no final do quarto. “Nós tentamos usar a menor quantidade de paredes para separar a área. Neste andar, também fica uma pequena área para visitas. Alguém pode trabalhar na mesa aqui, mas as pessoas também podem apreciar os barcos flutuando no rio”.

Existem dois terraços anexados ao apartamento, o que torna este lugar ainda mais extraordinário. Há uma visão panorâmica de cerca de 200 graus para aproveitar todo o entorno. Tomar um café da manhã com o sol nascente ou beber um copo de vinho com os amigos à noite são igualmente excelentes experiências …

www.margeza.com