27/10/2016 — Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Elson Yabiku

Um salão de beleza que, em vez de apenas receber, sem contexto e organização, acolhe o cliente em todo o seu percurso, com um layout bem definido e convidativo.

Essa foi a principal premissa do projeto de arquitetura de interiores que a arquiteta Vanessa Peixoto desenvolveu para o salão de beleza Higa Hair, em Araçoiaba da Serra (SP). “O proprietário, que acompanhou todo processo criativo e de execução, nos deu total liberdade e confiou em nossas propostas. Confiar no olhar criativo e intuitivo do arquiteto é o primeiro passo para o sucesso de um empreendimento”, contou Vanessa.

A principal solicitação era por um projeto funcional, com uma paleta de cores neutras, fugindo do branco. “Como o salão oferece uma ampla variedade de serviços, o maior desafio foi criar um layout e um fluxograma eficiente sem prejudicar as atividades a serem desenvolvidas”.

Com o planejamento proposto, o salão acolhe o cliente em todo o seu percurso, desde a recepção, com seu charme habitual, passando pela circulação, que convida para um café e a apreciação de produtos, até a área de atendimento, com seus espelhos iluminados, que atraem o cliente a se observar, reparar e acompanhar as mudanças propostas pelos profissionais. As salas de estética e a Sala da Noiva estão em um espaço mais reservado.

Em relação ao projeto anterior, onde funcionava uma farmácia, as principais mudanças foram em relação aos acabamentos internos, pontos de iluminação e fachada. Algumas divisões internas foram desenvolvidas em drywall.

“Adotamos uma linguagem contemporânea, valorizando o fluxograma do salão e a funcionalidade dos ambientes. Cada canto foi aproveitado e recebe um uso definido, aproveitando ao máximo cada m² da construção. Na Recepção, optamos por caracterizar um ambiente mais clássico, porém com acabamentos atuais”.

O revestimento utilizado na parede, um porcelanato retificado, remete à pedra natural, com uma cobertura vitrificada e efeito HD. Um lustre com cristais negros complementa com elegância a Recepção.

Uma queixa do proprietário acerca de seu antigo salão era sobre a iluminação, por isso foi proposto um projeto luminotécnico bem definido e funcional, não apenas estético. “Nos espelhos das áreas de atendimento, adotamos um artifício cênico, muito utilizado em camarins, para compor o projeto da bancada. Em termos técnicos, essa iluminação linear frontal elimina a sombra da iluminação vertical, possibilitando uma visualização mais limpa e livre de sombras para o cliente e o profissional”, explicou Vanessa.

A premissa de bem acolher se estende até a Sala da Noiva, um ambiente solicitado para acomodar as transformações de um dia tão especial, com privacidade e requinte. O espaço acompanha a linguagem do salão, com iluminação linear na bancada, e acomoda uma parede com espelho em toda sua extensão, que possibilita à noiva contemplar a composição final entre cabelo, maquiagem e vestido. “Aqui, optamos por uma paleta mais limpa, por isso escolhemos o branco e deixamos a cor para as cadeiras reclináveis e puffs em tecido floral”.

A proposta da fachada foi toda reformulada. “Com poucas intervenções em obra, criamos uma pele revestida com acabamento em pedra natural, que muda de cor conforme o tempo. Uma marquise metálica preta protege os clientes na saída. Os muros foram pintados de preto para acompanhar a paleta do projeto. A vegetação existente foi mantida, agregando um toque natural”.