Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Sandro Prezotto e Thiago Lages

Para o artista plástico Eduardo Lages, o gosto pelas artes e a descoberta de um mundo em que podia dar asas à sua criatividade começou ainda criança, durante um concurso da escola, em que teve um desenho premiado. Natural de Rancharia (SP), Eduardo mudou-se há muitos anos para Sorocaba e por aqui construiu sua carreira e desenvolveu seu talento. Com um irmão desenhista, a influência da família também foi importante em sua formação.

Dos cursos básicos de sombra e luz às aulas sobre Impressionismo, entre outros movimentos da pintura, Eduardo percebeu que devia aprimorar sua técnica e criar um estilo próprio, que o identificasse e se tornasse a assinatura de seus trabalhos.

Hoje, as pessoas reconhecem logo à primeira vista que a tela é de sua autoria. As maluquices, como ele chama carinhosamente suas criações, tornaram-se uma marca registrada!

Eduardo considera que as aulas particulares que ministra o incentivam a constantemente buscar inovações. Seus trabalhos, em óleo sobre tela, retratam temas diversos, mas ele tem preferência particular pelas formas geométricas, cenas do cotidiano, objetos, animais e a natureza de forma geral.

A inspiração vem das obras dos grandes mestres da pintura, como Monet, Manet e Van Gogh, entre outros. Em sua jornada diária de trabalho solitário, entre pincéis, paletas e tintas, tem sempre como companhia a música erudita.

Sua forte ligação com a natureza o inspira a pintar pássaros, borboletas e flores, com imagens sobrepostas. Algumas de suas obras possuem mais de 1.700 variações de cores, que encantam pela riqueza de detalhes e cores alegres, revelando formas diferentes para cada admirador, como em um caleidoscópio.

Na temporada que passou na Europa, Eduardo teve a oportunidade de visitar museus e conhecer de perto as obras de seus ídolos.

Parte de seus trabalhos já foi vendida na Europa e Estados Unidos. Também teve obras expostas em Portugal e em Paris, na ‘Semaine d’art Brésiliense à Paris’, na Galerie Artitude.

Sobre o cenário artístico atual da cidade, Eduardo, hoje um artista catalogado, mostra-se otimista. “O público de Sorocaba parece estar abrindo a cabeça para a arte e isso tende a melhorar ainda mais. Sinto esse reflexo até mesmo no reconhecimento das minhas obras, que passaram a contar com mais admiradores, inclusive entre renomados profissionais de arquitetura e decoração”, declarou.

— eduardolagess@gmail.com
— www.facebook.com/eduardolagess