05/03/2017 — Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Alfonso Calza

A Casa El Portet está localizada em um terreno estreito e comprido em uma área residencial de Moraira (Espanha).

Com vista para o mar, através de uma área arborizada, as dimensões do projeto são visualmente ampliadas pelo espaço do jardim, que serve como um grande pano de fundo.

A forma alongada do terreno determina diretamente o contorno da casa, composta de um conjunto de prismas em diferentes tamanhos, que seguem a direção principal do plano principal de modo que fique fechado para as casas vizinhas, mas se abre para o seu próprio jardim.

“Cada volume desliza no próximo para criar uma conexão entre interior e exterior nos intervalos de cada ambiente, gerando assim um espaço mais rico, com iluminação e ventilação ideais, marcando a independência dos espaços sem perder a continuidade entre eles”, declarou Ramón Esteve, responsável pelo projeto.

As dimensões menores têm apenas um piso e receberam as áreas comuns da casa, como a sala de estar, sala de jantar e a cozinha, que ficam de frente para o jardim e a piscina, através de uma varanda que se projeta para fora em um sistema cantilever. As dimensões maiores têm dois andares, com os ambientes íntimos e os cômodos próximos, como os quartos, no piso superior.

Na área central, com pé direito duplo, fica o hall de entrada, que se eleva sobre os outros prismas e se destaca por sua materialidade: um muro de pedra resistente que dá acesso em uma escala maior.

O desenho do paisagismo segue o mesmo conceito da construção, de modo que o projeto conecte com os jardins em faixas do exterior.

www.ramonesteve.com