23/08/2017 — Texto: Sandro Prezotto | Fotos: Divulgação

O projeto da Casa da Floresta de Pinheiros foi desenvolvido com base em uma geometria de contrastes.

Em uma extensa área residencial, entre espaçosas áreas verdes, bosques e pinheiros, está localizada a Casa da Floresta de Pinheiros, projeto do estúdio Ramon Esteve.

O terreno, com um significativo desnível topográfico, inclui uma grande área de jardim natural mediterrâneo com um conjunto de pinheiros em sua área mais baixa. Na parte mais alta fica a residência, dominando seu entorno por meio de uma relação de contraponto com o jardim.

Contrastes geométricos

O projeto responde a uma geometria de contrastes com base neste tema: a natureza fornece a posição vertical dos pinheiros, enquanto a arquitetura se espalha oblonga e horizontal, como um excelente mirante sobre seu entorno.

A Casa do Jardim

A construção se estende como uma longa varanda em camadas contínuas, criando uma plataforma que se adapta à topografia. Todo o espaço interior abre-se e se direciona para as vistas do terreno.

Fluidez Espacial

A continuidade espacial é outra característica marcante do projeto. O espaço das áreas comuns é praticamente único, distribuído por elementos permeáveis, como a lareira ou a escada.

A casa está protegida em sua fachada norte, de frente para o acesso da rua, controlando suas aberturas, enquanto o lado sul é aberto e transparente para os pinheiros, protegida por uma longa varanda.

A Natureza na Paleta de Cores

Uma paleta de cores da natureza, tons brutos, castanhos, verdes… Para isso, os materiais se mostram em seus estados naturais, com o uso de madeiras, pedra natural e concreto visível.

O concreto é submetido a um processo de coloração para adquirir os tons da pedra do entorno, tentando imitar as cores e texturas do material natural, aceitando suas irregularidades, além da água como parte do processo de integração.

Cada espaço na casa busca a praticidade: a planta de acesso, que se pendura como uma varanda espaçosa, abriga as áreas comuns e o dormitório principal.

O piso térreo, a poucos passos do jardim, tem espaços de estar que oferecem acesso direto para o exterior. A paisagem é formada de modo a permitir uma imediata conexão com o mundo natural.

www.ramonesteve.com